[ editar artigo]

Encontro aberto do Investor Trek: Cassio Spina fala dos diferentes papéis do board advisor em startups

Encontro aberto do Investor Trek: Cassio Spina fala dos diferentes papéis do board advisor em startups

 

Os eventos abertos aos ecossistema do Investor Trek come√ßaram oficialmente! O evento inaugural, aberto √† comunidade, foi um bate-papo com Cassio Spina.
Cassio é um dos nomes mais conhecidos dentro do ecossistema de inovação do Brasil, mas não custa nada relembrar o currículo incrível que ele tem:


‚óŹ Ex-empreendedor
‚óŹ Fundador e presidente da Anjos do Brasil
‚óŹ Diretor S√™nior da ACE Cortex
‚óŹ Lead Partner da Altivia Ventures
‚óŹ Advisor em M&A Corporate Venture e Inova√ß√£o
‚óŹ Investidor-anjo


Além de tudo isso, também se tornou o mais novo Master Venture Partner do Investor Trek (IT), a jornada de experiências para investidores formarem um portfólio de sucesso com startups. Este ano, a formação vai seguir um calendário mensal de encontros com outros grandes partners, sempre tratando de temas indispensáveis para investidores e empreendedores.
Embora o Cassio esteja assumindo oficialmente agora a mentoria dentro do IT, a parceria com JUPTER j√° vem de muito tempo. Inclusive, ele e a Anjos do Brasil est√£o presentes no Mapa e na Rota de Investimentos que JUPTER e a Comunidade Anjos & VCs atualizam e compartilham anualmente.

Todas essas iniciativas fazem parte da missão de disseminar a prática de investimento em startups em nosso país, iniciativa essa que também é compartilhada por Spina.

Esse prop√≥sito ficou muito evidente no bate-papo que tivemos, porque ele trouxe informa√ß√Ķes valiosas falando um pouco sobre os poss√≠veis pap√©is do board advisor dentro de uma startup.

O histórico com a inovação:


Na conversa, Cassio lembrou de sua trajetória, que começou como empreendedor em 1986. A aproximação com o mundo de investimentos em startups veio em 2002, quando passou a ser procurado por alguns dos poucos fundos de venture capital da época. A partir desse contato, viu o outro lado do negócio e passou a entender que os investimentos iam muito além do dinheiro, tinham a ver com know-how e experiência que gerava muito valor para as empresas.

Depois do exit de sua startup, em 2009, decidiu se tornar investidor-anjo e ajudar empreendedores. Desse desejo nasceu a Anjos do Brasil, fundada por ele em 2011 para disseminar experiências em capital de risco. Naquele cenário, também existia uma demanda de grandes empresas para se conectar a startups. Como resposta a essa necessidade, ele criou a Altivia Venture. Mais recentemente, em 2021, se uniu com a Ace Cortex, atuando com corpore venture e inovação.

Os papéis do board advisor


Em toda essa rica jornada, desempenhou diferentes pap√©is (investidor-anjo, mentor, advisor e conselheiro). Para cada um deles, trouxe para a gente quais s√£o as atribui√ß√Ķes mais executadas no mercado:


- Mentor ‚Äď Pessoa que d√° orienta√ß√Ķes pontuais sobre algum tema.
- Advisor (conselheiro consultivo) ‚Äď Tem a tarefa recorrente de orientar e apoiar.
- Investidor-anjo ‚Äď Soma √†s ocupa√ß√Ķes de advisor o aporte de capital.
- Conselheiro de administra√ß√£o ‚Äď Desempenha a√ß√Ķes formais como administrador.
- Consultor (prestador de servi√ßo) ‚Äď Profissional contratado para a presta√ß√£o de servi√ßos espec√≠ficos.

E tem mais, dentro de cada papel cabem diferentes perfis que caracterizam o comportamento junto às startups. São posturas inerentes ou formas de se colocar diante dos empreendedores. Cassio explicou isso trazendo alguns desses perfis, mostrando como o conselheiro pode se posicionar:


‚óŹ limitar-se aos aconselhamentos;
‚óŹ ser um desafiador, fazendo perguntas provocativas para gerar reflex√£o ou validar a prepara√ß√£o diante de desafios e obje√ß√Ķes;
‚óŹ ser um perito que trar√° informa√ß√Ķes t√©cnicas;
‚óŹ ser uma refer√™ncia de comportamentos e gerar encorajamento;
‚óŹ ser um confidente que ouve e acolhe as inseguran√ßas e ansiedades;
‚óŹ ser algu√©m que fornece feedbacks, fazendo avalia√ß√Ķes construtivas e pontuais;
‚óŹ ser um motivador, que esteja ao lado refor√ßando os motivos para que o
empreendedor faça o que é necessário e evolua;
‚óŹ ser um facilitador, que aponta oportunidades, promove conex√Ķes, abre caminhos.


Al√©m de tudo isso, quem participou do encontro tamb√©m teve a oportunidade de saber o tempo de dedica√ß√£o para as atividades, como cada um dos pap√©is costuma ser remunerado e o que muda nessas atua√ß√Ķes dentro de empresas tradicionais e de startups.


Por que é importante conhecer essas diferenças?
Quem pretende assumir posi√ß√Ķes de suporte a fundadores tem que entender exatamente das atribui√ß√Ķes para ser capaz de gerar valor dentro da empresa. Sem contar que essa consci√™ncia valida a escolha da posi√ß√£o, respeitando caracter√≠sticas pessoais, motiva√ß√Ķes e disponibilidade.
O investidor pode optar por somente financiar a startup, mas como é do interesse dele que o negócio evolua e gere cada vez mais resultados, naturalmente acontece uma aproximação.
Então, que essa intervenção seja a mais acertada possível, não é mesmo?
Por sinal, essa demanda de preparação do investidor foi citada por Spina. Segundo ele, existe atualmente uma busca por capacitação em cada um desses papéis para fortalecer a performance das startups.
Dentro do próprio Investor Trek essa questão é abordada entre os participantes, para que todos estejam cientes de onde podem se encaixar com maior eficiência.

Erros mais comuns dos investidores


No encontro, algumas pessoas tiveram a oportunidade de fazer perguntas. Uma delas foi a respeito de quais erros o Cassio costuma ver entre investidores principiantes ou que ele mesmo cometeu. Esse foi um √≥timo momento porque o Nima Kaz, co-fundador de JUPTER, tamb√©m contou sobre situa√ß√Ķes em que ele pr√≥prio falhou. Ou seja, dois investidores super experientes trazendo suas hist√≥rias.


Em resumo, os erros que ambos trouxeram foi o seguinte:
‚óŹ Acreditar na ideia da startup mas n√£o garantir que o fundador tenha todas as compet√™ncias necess√°rias;
‚óŹ Deixar de avaliar o alinhamento entre os s√≥cios e fundadores;
‚óŹ Investir todo o dinheiro em uma s√≥ empresa;
‚óŹ Deixar de criar um portf√≥lio com diversifica√ß√£o sustent√°vel;
‚óŹ Deixar de aprender com os erros de outros investidores.


Anotou tudo?
Isso foi apenas uma amostra do que aconteceu nesse bate-papo com o Cassio Spina. Voc√™ pode conferir todos os detalhes e muito mais informa√ß√Ķes que foram compartilhadas clicando
aqui e assistindo ao encontro completo no nosso canal do YouTube.

JUPTER ūüĖĖ
Ler conte√ļdo completo
Indicados para você